O teste de gravidez deu positivo, e além da alegria, uma imensidão de preocupações e dúvidas surgem na cabeça da futura mamãe.

Ser mãe não é uma tarefa fácil. Não só pelas preocupações, atenção constante, os cuidados, mas também pela educação, disciplina, lidar com a culpa, com as novas informações.

É muita coisa para pensar (e fazer). não é mesmo?

Isso sem falar da montanha russa emocional, a possível tristeza “sem razão”, coisas que agravam essa fase emocional da mãe.

Uma ajudinha para mães de primeira viagem

Reunimos algumas dicas de ouro para ajudar as futuras mamães com a preparação para a chegada do bebê. São dicas para auxiliar a mãe nessa fase inicial, quando tudo parece uma avalanche de informações, novidades e coisas para fazer.

Nem sempre o bebê dorme quando está cansado

Um bebê cansado nem sempre resulta em um bebê dormindo. Na verdade, uma criança excessivamente cansada tende a ficar irritadiça e difícil de se acalmar.

O truque é buscar sinais de que seu bebê está cansado e colocá-lo no berço antes que ele fique excessivamente sonolento.

Preste atenção a punhos cerrados, bocejos, esfregação de olhos, movimentos bruscos ou puxadas na orelha.

Quando o seu bebê estiver alguns meses mais velho, ele provavelmente começará a aprender a se autoacalmar, o que tornará mais fácil para ele ir dormir sozinho.

Aprenda como acalmar o seu bebê com o toque.

O que não fazer ao colocar o bebê para dormir

  • Não ter uma rotina para a criança dormir.
  • Brincar ou fazer muito barulho antes da hora do soninho.
  • Fazer o bebê adormecer sempre no colo.
  • Deixar a luz acesa ou ambiente com muita claridade.
  • Deixar a TV ligada ou celular alto.

Alimentação

É muito importante alimentar o bebê o tempo todo. Um recém-nascido tem que ser alimentado a cada 2 a 3 horas, o que significa que você precisa cuidar dele 8 a 12 vezes no decorrer do dia.

Os bebês devem ser alimentados apenas com leite materno durante os primeiros 6 meses de vida.

O leite materno contém nutrientes vitais e anticorpos que são necessários para a sobrevivência e crescimento da criança.

Cuidado com os germes

Embora alguma exposição a germes no início possa ajudar a fortalecer o sistema imunológico da criança, você não quer correr o risco dele ficar doente.

Pratique o controle inteligente de germes, insistindo para que qualquer pessoa que segurar o seu bebê lave as mãos antes.

Além disso, mantenha amigos e familiares doentes a uma distância do comprimento do braço e desinfete sua casa regularmente. No entanto, alguns germes são inevitáveis e não há muita coisa que você possa fazer.

Técnicas para acalmar o bebê

Os bebês são todos diferentes e gostam de coisas diferentes, mas uma massagem suave pode ser uma maneira eficaz de acalmar o seu bebê e confortá-lo quando ele estiver nervoso.

Tente aquecer um pouco de loção em sua mão e, começando na testa dele, trabalhe para baixo ao longo nariz, bochechas e queixo, terminando no pescoço dele.

Outra maneira de acalmar o seu bebê novo é mantê-lo perto em um pano porta-bebê, enquanto você faz as coisas da casa.

Troca de fraldas

Outro ponto que mães de primeira viagem devem ter em mente é a importância de trocar as fraldas frequentemente.

Durante a amamentação, o bebê usa de 6 a 8 fraldas por dia.

Mude a fralda assim que sentir que está cheia. Para mudar uma fralda suja, você vai precisar de lenços umedecidos, creme para assaduras, e claro, fraldas frescas.

Importante: limpe o bebê de frente para trás, em vez de trás para a frente.

Você pode também deixar o bebê ficar sem fralda durante alguns minutinhos por dia.

Qual a fralda ideal?

As melhores fraldas são aquelas que absorvem mais, com gel absorvível e a camada de contato com a pele do bebê com tecido de algodão e com alguma substância considerada pomada sintética, colocada no tecido para que ele fique mais impermeável.

Prevenção de assaduras

Com a utilização das fraldas, o aparecimento das assaduras é inevitável. A dermatite de fralda ocorre principalmente nas dobrinhas das coxas, nádegas e região genital, na forma de vermelhidão, bolhas e inchaço, causando grande desconforto ao bebê.

Alguns fatores que influenciam o desenvolvimento de assaduras são a exposição prolongada à urina e os cuidados na troca de fraldas.

Para evitar e aliviar os efeitos das assaduras, além de trocar as fraldas com frequência, utilize cremes e pomadas para assaduras, de acordo com a recomendação do pediatra.

Essas substâncias formam uma barreira de proteção, diminuindo o atrito da pele com a fralda, ajudando na cicatrização das lesões.

COMPARTILHE
Categorias: Dicas

Vânia Santos

Psicóloga, Mãe de 3 filhos e contribuidora do Blog Anjo Querubim.

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2019 Anjo Querubim - Todos os direitos reservados.